Marcel Giró Moderno

R$30,00

[tp lang=”pt” only=”y” not_in=”en, es”]
Fotografias de Marcel Giró
Editora Madalena
Brochura
Número de fotos: 40
Projeto gráfico: Ekaterina Kholmogorova
Impresso na IPSIS, Brasil
[/tp]
[tp lang=”en” only=”y” not_in=”pt, es”]
Photographies Marcel Giró
Madalena Publishing house
Paperback
Number of pictures: 40
Design: Ekaterina Kholmogorova
Printed in Brazil by IPSIS
[/tp]

Fora de estoque

REF: marcel-giro-moderno-2 Categorias , , ,

Descrição

[tp lang=”pt” only=”y” not_in=”en, es”]
Estranhamente, foi dada pouca atenção, por longos anos, ao modernismo da Escola Paulista – como foi apelidado o movimento fotográfico que surgiu no Foto Cine Clube Bandeirantes. Mas, na última década, importantes trabalhos – como o livro A fotografia moderna no Brasil, de Helouise Costa, a circulação de coleções de fotografia modernista e a inclusão de alguns de seus autores no circuito de galerias de arte – fizeram com que viessem a aparecer obras guardadas pelas famílias de fotógrafos modernistas. É o caso da exposição Marcel Giró Moderno, de onde nasce esta publicação, composta por 40 obras vintage mantidas pelo sobrinho do artista, Toni Ricart.

A obra de Giró não se libertou totalmente da responsabilidade documental, forjada nas vivências do período entre-guerras. Mesmo quando absorto pelas formas, pelas geometrias e pelas outras experimentações do modernismo da Escola Paulista, suas fotografias deixam escapar a preocupação desta geração de fotógrafos em documentar as transformações das cidades, a industrialização, a modernidade, como o fizeram Paulo Pires, José Yalenti, Ademar Manarini, Eduardo Salvatore, Gaspar Gasparian e outros participantes do FCCB.

As metrópoles em crescimento são o foco principal de seus trabalhos. Dono de uma unidade formal marcante, mesmo nas sombras mais duras, na geometria mais fria, nos contrastes menos cadenciados, há sempre uma delicadeza a perpassar suas fotografias. Este olhar apurado permite ao artista realizar obras singulares com origem no banal e no cotidiano, como as taboas (ou o que aparentam ser as taboas), que configuram o que poderia ser a representação de um storyboard de um espetáculo de dança.
[/tp]
[tp lang=”en” only=”y” not_in=”pt, es”]
Oddly enough, for many years not much attention was paid to the modernism of the Escola Paulista – as the photographic movement that emerged from the Foto Cine Clube Bandeirantes was nicknamed. But, over the past decade, important work – such as the book A fotografia moderna no Brasil, by Helouise Costa, the circulation of collections of modernist photography, and the inclusion of some of its authors in the art gallery circuit – have brought out pieces that had been kept by the families of modernist photographers. This is the case of the Marcel Giró Moderno exhibition, which led to this publication, made up of 40 vintage pieces belonging to the artist’s nephew, Toni Ricart.

Giró’s work was not totally free from documentary responsibilities, forged as it was during the between-wars period. Even when absorbed by shapes, by geometry, and by other experimentations of the Escola Paulista’s modernism, his photographs reveal the preoccupation of his generation of photographers in documenting the transformation of the cities, the industrialization, the modernity, as did Paulo Pires, José Yalenti, Ademar Manarini, Eduardo Salvatore, Gaspar Gasparian, and other members of the FCCB.
The growth of cities is the main focus of his work. With a striking formal unity, there is always a delicacy flowing through his photographs, even in the harshest shadows, the coldest geometry, and the most jarring contrasts. This keen gaze permits the artist to create unique pieces from the most banal and everyday origins, such as the reeds (or what appear to be reeds), which make up what could be the representation of a storyboard for a dance spectacle.
[/tp]

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Marcel Giró Moderno”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Editora Madalena

Livros exclusivos da Editora Madalena